Livro Coaching para Performance de John Whitmore - Sinopse

Sinopse, resumo do livro Coaching Para Performance, de John Whitmore; explicações básicas sobre o método de Coaching e uso da ferramenta GROW.

livro coaching para performance de Sir John Whitmore

O livro Coaching para Performance de John Whitmore é um dos maiores clássicos da literatura empresarial pois demonstra as idéias e a metodologia de trabalho daquele que foi o precursor do método de coaching voltado ao desenvolvimento profissional e pessoal.

Para facilitar a compreensão dessa obra dividimos em 3 artigos, o primeiro apresenta o autor John Whitmore e fala sobre o Inner Game, o segundo artigo explica o método Grow e o ultimo artigo fala sobre o gerenciamento baseado em coaching.

Sir John Whitmore (nascido em 1937) se destacou inicialmente como um piloto de corridas britânico, nos anos 60. Em seguida tornou-se um importante treinador de esportistas, sobretudo tenistas, utilizando o Inner Game (Jogo Interior) criado por Tim Gallwey; o Jogo Interior é o coração do que hoje ficou consagrado como Treinamento Coaching. O sucesso de seu treinamento esportivo o levou a aplicá-lo também entre executivos. Hoje ele é um dos autores mais consagrados no mundo do Executive Coaching e dirige a Performance Consultants International, empresa inglesa de consultoria e treinamento em recursos humanos; é autor de 5 livros sobre coaching que já foram traduzidos para 17 idiomas.

"Eu sou capaz de controlar apenas o que eu estou ciente. Aquilo que eu desconheço me controla. Conscientização me fortalece. Duas mentes humanas ou corpos não são iguais. Como posso dizer-lhe como usar o seu? Só você pode descobrir como, com a consciência." (John Whitmore)

O livro Coaching Para Performance foi publicado pela primeira vez em 1992, quando o coaching no mundo corporativo ainda era uma novidade. O autor atualizou o livro numa reedição de 2006, incluindo mais três capítulos para abordar alguns aspectos dos recentes trabalhos de coaching para desenvolver a Inteligência Emocional (QE).

Inner Game - Jogo Interior

Tudo começou com o Inner Game, o Jogo Interior. A idéia básica de Tim Gallwey é a seguinte: "o oponente dentro da cabeça de alguém é mais extraordinário do que aquele do outro lado da rede". Para ele, se um coach pode ajudar um jogador a remover ou reduzir os obstáculos internos à sua performance, uma habilidade natural inesperada fluirá sem que haja necessidade de muitos ensinamentos técnicos por parte do coach. Isso levou à essência do coaching: liberar o potencial de uma pessoa para maximizar sua performance, ajuda-la a aprender em vez de ensiná-la.

O sucesso dos treinamentos no mundo esportivo motivou sua adaptação para uso no mundo corporativo, onde logo produziu resultados extraordinários.

Whitmore adverte, no entanto, que a chave do sucesso está numa profunda mudança gerencial, na criação de uma nova cultura de liderança focada em alguns elementos-chave:

  • A hierarquia dá lugar à cooperação.
  • A culpa dá lugar à avaliação honesta.
  • A pressão é substituída pela automotivação e pelo desafio.
  • A mudança deixa de ser temida para ser bem-vinda.
livro coaching para performance de John Whitmore

"Desenvolver CONSCIÊNCIA e RESPONSABILIDADE é a essência do bom coaching".

Num ambiente coaching o gerente é sobre tudo um motivador; ao invés de dar ordens e apagar incêndios, o líder coach ensina e estimula sua equipe a assumir responsabilidades e encontrar soluções por si mesma.

Perguntas Eficazes

A principal ferramenta de coaching para estimular o aprendizado de seus clientes são as chamadas Perguntas Eficazes; são questionamentos que estimulam a pessoa a compreender uma situação e encontrar soluções.

Whitmore dá um exemplo em seu livro do mundo esportivo, de como perguntas podem ser ou não eficazes:

Talvez a instrução mais freqüente que se ouça no mundo dos esportes é "fique de olho na bola". Se você perguntar a um atleta "ei, você estava de olho na bola?", vai estar praticamente pedindo que ele minta para você. Mas uma pergunta do tipo: "Como é que a bola está girando quando vem em sua direção?" vai realmente obrigar o atleta a ficar de olho na bola para poder respondê-la, vai incentivar sua concentração no treinamento.

Num processo de coaching, a função das perguntas é fazer com que o cliente reflita profundamente; para que isso ocorra os questionamentos devem ser abertos (nada que se possa responder com um mero "sim" ou "não") e exigir respostas descritivas, com foco em detalhes, que estimulem o processo reflexivo. Leia mais no artigo: O que são Perguntas Eficazes - Ferramentas de Coaching.

Alguns exemplos:

  • O que mais? (usada ao final de uma resposta)
  • Se você soubesse a resposta, qual seria?
  • Qual é a parte mais difícil, mais desafiadora disso para você?
  • Que conselho você daria a um amigo na sua situação?
  • Imagine a pessoa mais inteligente que você conhece. O que ela lhe diria para fazer?

Continue lendo a sinopse do livro Coaching para performance:

O livro Coaching para Performance é conteúdo obrigatório para todo personal coach ou para quem quer conhecer um pouco melhor o que um coach pode fazer por sua carreira.

Marcelo Leandro de Campos tem experiência de 15 anos como palestrante de Autoconhecimento e treinamentos motivacionais e comportamentais; é professor de Educação Financeira na EGDS e Master Coach. Para contato e maiores informações visite minha minha página pessoal.

Esoterikha.com - Mensagens, Cursos e Treinamentos

©2003-2017 - Khaueh Produções Artísticas | Esoterikha.com - Todos os direitos reservados

Fale Conosco - SAC | Política de Privacidade