Login Area Restrita Esoterikha.com
conteudo

Saúde e bem-estar Do Ens Espirituale

A estranha história que relataremos a seguir aconteceu em um povoado da costa atlântica da Colômbia, conhecido com o nome de Dibulla . Seus moradores, na sua maioria da raça negra, viviam despreocupados e indolentes. Um dia, há alguns anos, nativos dessa localidade roubaram dos índios arhuacos relíquias sagradas de seus antepassados. O mama Miguel enviou uma comissão a Dibulla com este recado: O mama pôs o lebrillo e sabe que as relíquias de nossos antepasados estão neste povoado. Se não as entregardes na lua cheia o mama enviará os animos e queimará o povoado. Esta petição somente provocou zombaria e risos entre os dibulheiros.

À chegada da lua cheia, estalou um incêncio no povoado sem causa conhecida. Quando os vizinhos acudiram para apagá-lo, novos incêndios irromperam, especialmente nas casas onde estavam guardadas as relíquias roubadas. Parecia que as potências do fogo estavam combinadas contra aquele vilarejo indefeso para convertê-lo em cinzas. Os curas cantavam em vão seus exorcismos e as pessoas choravam amargamente. Tudo era confusão. Perdida a esperança de conter o fogo, os dibulheiros resolveram devolver aos arhuacos as relíquias sagradas. Imediatamente, como que por encanto, cessaram os incêncios.

De que meios se valeu o mama para produzir os incêndios? Sem dúvida alguma, dos elementais do fogo contidos em plantas, ervas e raízes dos signos do fogo. Estes conhecimentos são ignorados não somente pelos cientistas modernos, como também pelas seitas que se dizem possuidoras dos ensinamentos ocultos...

Ao falar do Ens Espirituale, temos que ser claros na expressão e precisos no significado, porquanto o Ens Espirituale é complexo em sua essência e em seus fenômenos . Ao falarmos dos tatwas e das criaturas elementais dos vegetais, advertimos que podem ser utilizados pelos magos negros para causar dano aos seus inimigos. Cada vegetal é um extrato tátvico.

E o que tatwa? Sobre isto se falou bastante , mas não foi copreendido. Tatwa é vibração do éter. Tudo sai do éter e tudo volta ao éter. Rama Prasa, o grande filósofo hindu, falou dos tatwas mas não ensinou a manejá-los por não conhecer a fundo a sua sabedoria. Também H.P. Blavasky em sua obra A DOUTRINA SECRETA falou dos tatwas, mas ela desconhecia a técnica esotérica que versa sobre o seu uso prático. Todo o universo está elaborado com matéria etérica: akasha, termo usado pelos hindus.

O éter decompõe-se em sete modalidades diferentes que ao se condensarem dão origem a toda criação. O som é a materialização dos tatwa akasha. O sentido do tato e a materialização do tatwa vayu. O fogo e a luz que percebemos com os olhos é a materialização do tatwa tejas. A sensação do gosto é a materialização do tatwa privti. Há ainda dois outros tatwas que somente o mago sabe manejar. São eles os tatwas adi e sahmadi.

Akasha é a causa primária de tudo o que existe. Vayu é a causa do ar e do movimento. Tejas é o éter do fogo animando as chamas. Privti é o éter do elemento terra acumulado nas rochas. Apas é o éter da água que entrou em ação antres de privti, pois antes de que houvesse terra houve água. Os quatro elementos da natureza: fogo, terra, água e ar são uma condensação de quatro tipos de éter. Estas quatro variedades de éter estão densamente povoadas por inumeráveis criaturas elementais da natureza.

As salamandras vivem no fogo (tatwa tejas). As ondinas e as nereidas nas águas (tatwa apas). As sílfides nas nuvens (tatwa vayu) e os gnomos e pigmeus (tatwa privti ).

Os corpos físicos das salamandras são as ervas, plantas e raízes dos vegetais influenciados pelos signos do fogo. Os corpos físicos das ondinas são as plantas influenciadas pelos signos zodiacais da água. Os corpos físicos das sílfides são as plantas relacionadas com os signos do ar e os corpos físicos dos gnomos são os vegetais regidos pelos signos do zodiaco da terra.

Quando o mama Miguel incendiou Dibulla, fez uso do tatwa tejas. O instrumento para operar com este tawta são os elementais do fogo, as salamandras, encarnados nas plantas, árvores, ervas e raízes dos signos do fogo.

Manipulando o poder oculto das plantas da água, podemos operar com apas e desatar tempestades ou apaziguar as águas. Manejando os elementais do ar encerrados nos vegetais dos signos deste elemento, vayu, podemos desatar ou acalmar os ventos ou furacões. Manejando o poder oculto das ervas dos signos da terra, transmutamos chumbo em ouro, apesar de para tanto precisarmos também de tejas.

As tradições pré-históricas da América pré-colombiana contam que os índios trabalhavam o ouro com se ele fosse branda argila. Isso o conseguiam através dos elementais das plantas, cujo o conseguiam através dos elementais das plantas, cujo elemento etérico são os tatwas. Os magos negros usam os elementais dos vegetais e os tatwas para, de longe, prejudicar a seus semelhantes.

Quando as sílfides astrais cruzam o espaço, agitam a vayu e vayu movimenta as massas de ar produzindo o vento. Quando um mago agita com seu poder aos elementais do fogo, estes por sua vez atuam sobre tejas e o fogo devora tudo o que o mago quiser. No mar explodem grandes batalhas entre os elementos. As ondinas lançam o éter de suas águas contra as sílfides e estas devolvem o ataque enviando ondas etéricas contra as ondinas. Dessa agitada combinação de água e ar estala a tempestade. O rugudo do mar e o silvo do furacão são os gritos de guerra dos elementais.

Os elementos da natureza agitam-se quando os elementais correspondentes se emocionam, se entusiasmam ou se movem intensamente. Ao manipular os elementais das plantas nos tornamos donos de seus tatwas e dos poderes que eles encerram.

O corpo etérico do homem está constituido de tatwas e sabemos que esse corpo é a base sobre a qual opera a química orgânica. A própria ciência, em seus tratados de física, já não pode negar que o éter penetra todos os elementos físicos.

Danificando-se o corpo etérico , danifica-se matematicamente o corpo físico. Utilizando os elementais vegetais e as ondas etéricas, entidades perversas podem à distância causar dano ao corpo etérico. As consequências são muito graves.

Os magos médicos de raça índia do Departamento de Bolívar, Colômbia, provam entre si sua ciência e poder com o elemental da árvore guazuma da seguinte maneira: Fazem um círculo ao redor da árvore, bendizem-no, veneram-no e rogam-lhe o serviço de atacar o médico rival. Depois deste ritual, com uma faca nova levantam vários centímetros da casca da árvore e colocam debaixo um naco de carne de rês (bofe). Em seguida, ordenam ao elemental da árvore atacar o seu inimigo. O rival faz o mesmo com outra guazuma. Desta maneira, trava-se uma luta terrível entre os elementais dessas árvores até que um dos médicos morra. O elemental da guazuma é um gênio do fogo que se lança impetuoso contra a vítima. Visto clarividentemente este elemental aparece usando capa até os pés. Ele esta dotado de grandes poderes.

Os magos negros praticam certo rito com a almecegueira, que eu naturalmente guardo em segredo para não dar armas aos malvados, conseguino assim ferir ou matar à distância a quem desejam causar dano. Para curar um enfermo atacado por este procedimento, o mago branco emprega outra almecegueira. A primeira coisa que faz é desenhar a figura do enfermo no tronco, depois faz-se um círculo mágico ao redor da árvore e se ordena ao elemental curar o enfermo. Á medida que a incisão na árvore vai sanando, o enfermo vai também melhorando e quando a cicatriz desaparece do tronco, a cura completa se verificou.

Aqui ocorrem dois fenômenos: o da transmissão da vida (múmia), porque a vida do elemental da árvore cura o enfermo, e o do transplante da enfermidade, já que a enfermidade é transmitida ao vegetal agressico e ao mago negro, os quais adoecem à medida que se cura o paciente. Com este procedimento da almecegueira pode-se curar à distância muitas enfermidades.

Há feiticeiros que se valem de certas plantas, misturadas com os alimentos, para encher o organismo de suas vítimas com mortíferos gusanos que lhe produzirão enfermidade e morte. Outro inoculam blenorragia artificial ou dão de beber substância animais perigosas a fim de produzir determinados efeitos. Em outra parte deste livro, o leitor poderá se informar detidamente sobre todas estas coisas.

Os magos negros sabem injetar substâncias venenosas no corpo astral de suas vítimas, as quais enfermam inevitavelmente. O corpo astral é um organismo material um pouco menos denso que o físico. Nestes casos, os Mestres dão um vomitório ao corpo astral do enfermo para que expulse as substâncias injetadas. Os outros corpos internos também são materiais e como tais têm as suas enfermidades, sem medicamentos e seus médicos. Não são raras no templo de Alden as operações cirúrgicas.

Um grave dano no corpo mental ao transmitir-se reflexamente ao cérebro físico produz a loucura. A desconexão entre o corpo astral e o mental ocasiona loucura furiosa. Se não há ajuste entre os astral e o etérico, produz-se o idiota ou cretino. No templo de Alden, onde moram os grandes Mestres da Medicina: Hipócrates, Galeno, Paracelso, Hermes e outros, há um laboratório de alquimia de alta transcedência. Esse templo está no astral, nas vivas entranhas da grande natureza.

Os corpos internos comem, bebem, assimilam e digerem e excretam exatamente como o organismo físico, pois são corpos materiais, apenas que de diversos graus de sutileza. Em toda sensação e reação, esses corpos utilizam os tatwas . Os tatwas são a base fundamental de tudo o que existe e da mesma maneira podem ser veículos de amor ou de ódio.

Lamento Ter de discordar da opinião do Mestre Huiraconha sobre o horário tátvico. Em seu TATWÂMETRO, diz ele que cada tatwa vibra durante 24 minutos a cada duas horas na seguinte ordem: akasha, vayu, tejas, pritvi e apas.

Afirma Huiracocha que a vibração dos tatwas se inicia diariamente com a saída do sol. Isto está em desacordo com os fatos e observações. O melhor horário tátvico é o da natureza.

A causa de um tempo frio,úmido e chuvoso, céu coberto de densas nuvens, se radica no próprio éter da água (apas). Quando isso ocorre, as ondas etéricas da água estão submetidas a uma forte vibração cósmica que coincide geralmente com uma posição lunar. Em horas ou de furacão e ventos, podemos afirmas que as ondas etéricas do ar (vayu) estão em agitação e vibração. Tardes cheias de sol falam claramente que o éter do fogo (tejas) está vibrando intensamente. Tempo seco e mormaç indicam vibrações de akasha. Horas cheias de alegria e plenas de luz, são as produzidas por privti.

O Melhor horário tátvico é o da natureza.

Quando as ondas de fogo se agitam, a ciração se inunda de luz e de calor. Se vibra o éter aquosos, movem-se as águas e tudo se emudece. Quando as ondas etéricas do elemento terra fervem e vibram, a natureza inteira se alegra.

As estaçòes podem ser determinadas no início de cada ano. A tradiçãi das cabañuelas é muito antiga e já foi esquecida e desfigurada. Toma-se a primeira noite de janeiro 12 torrões secos de sal em pedra. Separa-se em dois grupos de seis e aribui-se a cada torrão um mês do ano. No dia seguinte observa-se os torrões : os secos serão de verão e os úmidos, de inverno.

Tanto os magos brancos como os magos negros usam os tatwas da natureza para seus respectivos fins.

Há certos extratos tátvicos que o mago branco aproveita para fechar seu corpo. Para defender-se das potências maléficas, fecha sua atmosfera atômica e então nenhuma influência maligna, veneno mágico ou trabalho de feitiçaria poderá afetá-lo nem causar-lhe dano.

No Departamento de Madalena na Colômbia, existe uma árvore chamada tomasuco que é usada para fechar o corpo. Iniciam o operação ao meio-dia de uma Sexta-feira e rogam ao elemental para que lhes feche sua atmosfera pessoal com seus átomos protetores, criando uma muralha protetora que os defenda dos poderes tenebrosos. Feita a petição, aproximam-se da árvore caminhando de sul a norte e, com uma faca nova, cortam uma das veias da árvore para em seguida banharem o corpo nu nesse líquido. Desse líquido, que é muito amargo, tomam três calices. Esse extrato tátvico protege de muitos males. Quem fechou seu corpo deste modo, nào poderá ser prejudicado nem por veneno nem por feitiços. Se tiver à mão algum líquido ou substância venenosa, sentirá um choque nervoso. O gênio da árvore girará ao redor do mago branco impedindo a entrada das potências do mal.

Em um festim, o Mestre Zanoni bebeu vinho envenenado e levantando a taça disse: Brindo por ti Príncipe, ainda que seja com esta taça. O veneno não causava dano ao Mestre. Conta a história que também Rasputin bebem vinho envenenado diante de seus inimigos e riu-se deles.

As 5 causas das doenças

Textos Relacionados:

Textos de: V.M Samael Aun Weor

Os textos acima são seleções de Conferências, Palestras ou textos de autoria do V.M.Samael Aun Weor.

ColaboradoresSe você escreve textos sobre esoterismo, ocultismo, pnl, ou afins, seja um colaborador do site Esoterikha.com e divulgue seu trabalho. Maiores informações no site: Colaboradores do site Esoterikha.com

Deixe seu comentário
Recomende este site e faça um amigo feliz!

Observação importante: A saúde e o bem-estar são fundamentais para o sucesso das práticas espirituais. Uma alimentação correta com dieta balanceada envolvendo frutas, cereais, legumes, carboidratos, proteínas e vitaminas proporciona equilíbrio e vida saudável.

Você deve nutrir o corpo com alimentos e nutrir a alma com muita mística e práticas esotéricas.

Seja prudente, antes de iniciar qualquer tipo de dieta ou regime alimentar consulte antes um médico especializado na área de nutrição ele é um especialista e poderá indicar a melhor opção para você perder ou ganhar peso, de acordo com as necessidades de seu corpo físico. Todo o conteúdo exposto na área de saúde do site Esoterikha.com busca esclarecer e em nenhum momento orientar ou determinar uma dieta ou alimentação, lembre-se, somente um médico especialista após consultá-lo poderá indicar o melhor tratamento.

Dia da Mulher - 8/03

Videos e mensagens para o dia da mulher

Dia 8 de março é o Dia Internacional da Mulher, confira nosso especial com lindas mensagens e homenagens.

Audio aulas sobre a Lei da Atração

10 audio aulas sobre a Lei da Atração, confira!

10 audio aulas em MP3 sobre a Lei da Atração para que você mude sua vida e consiga realizar todos seus desejos:

Videos sobre O Segredo - Lei da Atração

Videos sobre a Lei da atração, o Segredo e Motivação

115 Videos sobre O Segredo, Lei da Atração, Motivação e Auto-estima, PNL, Coaching e Liderança :

Lei da Atração & O Segredo

O segredo e a Lei da Atração

Você sabe o que é o segredo? Sabe o que é a Lei da Atração? Saiba como este conhecimento pode mudar a sua vida lendo as 6 apostilas :

Magia das Runas

Curso Gratuito de Magia Rúnica

Conheça os mistérios e segredos revelados no Curso Esotérico de Magia Rúnica.

Os Mistérios da Vida e da Morte

Mistérios da Vida e da Morte

Tudo o que você sempre quis saber sobre: Vida, Morte, Reencarnação e Karma

O Espelho Mágico

Os Mistérios do Espelho Mágico

Os Mistérios do Espelho Mágico devendados. Aprenda a fazer seu próprio Espelho devidamente ritualizado para trabalhar a seu favor. Curso Esotérico de Magia Branca e Teurgia - Espelho Mágico

Busca Completa Esoterikha.com
Esoterikha.com - Mensagens, Cursos e Treinamentos

©2003-2014 - Khaueh Produções Artísticas | Esoterikha.com - Todos os direitos reservados

Fale Conosco - SAC | Política de Privacidade