Esoterikha.com Página Principal
Nome de usuário:

Senha:

 


 
Esoterikha.com
 

  *  Página Principal
  *  Dia dos Namorados
  *  TV Esoterikha Videos
  *  Especial dia dos Pais
  *  Signs and Astrology
  *  Dia do Amigo 20/07
  *  Evangelho de Judas
  *  Frases e Mensagens Motivacionais
  *  Cursos Gratuitos
  *  O Segredo - PNL
  *  Cursos em CD ROM
  *  Astros e Namorados
  *  Iching Grátis
*Curso Magia das Runas
  *  Cabala dos Números
*Mistérios Vida e Morte
  *  Loja Esoterikha
  *  Lei da Atração
  *  Boletim Esoterikha
* Saúde Anatomia Oculta
  *  Grandes Mistérios
  *  Feng Shui
  *  Pirâmides
  *  Novidades do site
  *  Profecias
  *  Fale conosco - SAC
  *  Política Privacidade

 
Curso de Magia Branca e Teurgia
 

   *  Adquirir CD ROM
   *  Conteúdo
   *  Multimídia
   *  Video Aulas
   *  Magia Branca
   *  O Espelho Mágico
   *  Astrologia Esotérica
   *  Teurgia
   *  Rituais
   *  Numerologia Grátis
   *  Download Gratuito

 
Curso de Magia Elemental
 

   *  Adquirir CD ROM
   *  Conteúdo
   *  Multimídia
   *  Video Aulas
   *  Medicina Oculta
   *  Rituais
   *  Clarividência
   *  Vidas Passadas
   *  Viagem Astral
   *  Acorde Matrix
   *  Download Gratuito

 
Curso de Gnose Gnosis
     *  Curso de Gnose
   *  ( Totalmente Grátis )
   *  Curso de Cabala
   *  ( Totalmente Grátis )
   *  Curso de Tarot / Tarô
   *  ( Totalmente Grátis )
   *  Biblioteca Gnóstica
 
Numerologia
     *  Mapa Numerológico
   *  Numerologia
   *  Sinastria
   *  Veja um exemplo
 
Mapa Astral Sinastria Relacionamento
     *  Mapa Astral Grátis
   *  Mapa Astral Natal
   *  Mapa Sinastria
   *  Mapa Astral Família
   *  Veja um exemplo
   *  Participe !
 


www.esoterikha.com
Web

   

Grandes Mistérios > O Templo de Salomão

O Templo Esoterico, Simbolos e Revelação

Onde está a raiz do esoterismo ocidental? No gnoticismos ou na escrituração hebraica? Está claro que o hermetismo tem origem gnóstica, mas também está fora de dúvida que a Cabala é puramente hebráica. Ambos os sistemas esotéricos têm uma característica comum: a crença segundo a qual o iniciado, situando-se por cima do saber comum e penetrando no autêntico significado da realidade natural, poderá alcançar o conhecimento do Universo. E em ambos os esoterismos vale o mesmo preceito: Ai, daquele que interpreta literalmente os textos em que são ocultados os sublimes segredos! A pena é que o afã pela magia, em finais da Idade Média e sobretudo no Renascimento, produziu uma simbiose entre as duas fontes esotéricas muito dificilmente demarcável.

A força divina dos símbolos

No entanto, para nossos propósitos, acreditamos mais conveniente, visto que começamos com a construção do Templo de Salomão, tentar uma explicação descritiva do que os esoteristas ocidentais buscavam seguindo a trajetória da tradição cabalista, tanto mais que ao surgir uma cabala cristã na Idade Média, sob ela foram amparadas outras disciplinas, e até seitas, com a tolerância da Igreja.

O instrumento primário dos cabalistas era a crença de que as letras hebráicas, com as quais foram escritos os Livros Sagrados, não são simplesmente sinais inventados pelo homem para registrar coisas, acontecimentos e pensamentos. As letras hebráicas, e os números que também representavam, seriam sinais que contêm "força divina", como explica Agripa de Nettesheim, de forma que tarefa do cabalista seria o decifrar seu significado oculto mediante métodos que são remontados aos fundadores de tal arte interpretativa.

Significado da revelação

Mas, quem foram tais fundadores? Existem várias tradições sobre a questão. Em alguns textos cabalísticos se diz que Deus próprio revelou os métodos a Adão, pois recebeu do "anjo Raziel" a chave do "código secreto". Por estranhos e inexplicados caminhos, este livro de Raziel chegou às mãos do Rei Salomão, que o teria utilizado para submeter à sua vontade a terra e o inferno. Dali sua grande sabedoria "teológica" e "demonológica", que a tradição legou descrevendo-o com sua "lâmpada mágica" e seu "famoso sinete" que o permitiam mandar nos espíritos infernais, sentado em seu trono de marfim entre dois leões esculpidos sobre os quais estavam dois entalhes de águia. A seu mando os leões rugiam e as águias desprendiam as asas para protegê-lo. Entre os magos do renascimento, circulavam muitos textos "originais" de suas terríveis fórmulas, todos de palavras hebráicas escritas em caracteres latinos. Também seu sinete "autêntico" reproduzia o desenho dos símbolos a traçar para evocar, segundo recomenda Pedro de Abano, aos "espíritos aéreos", operação a realizar com "lua crescente". O mesmo autor também recomenda encarecidamente outro desenho salomônico, para invocar aos espíritos benignos na hora primeira do primeiro domingo de primavera.

A interpretação cabalística

Outra tradição, narra que o codigo para decifrar, chamado Livro de Yetzirah, deve atribuir-se a Abrahão, porém outra fonte diz que quem o obteve sobrenaturalmente foi Moisés no monte Sinai, quando lhe entregaram as Tábuas da Lei, e em tal ocasião o Senhor lhe havia recomendado o seguinte: "à Lei a revelarás, ao código o manterás secreto".

Os livros cabalistas mais recentes, no entanto, são atribuídos ao período gaônico, que vai de 591 a 1038 d.C., da Babilônia, onde os "geonim", isto é, os iniciados israelitas ensinavam aos "mekkubalim", aos discípulos escolhidos, os segredos da interpretação cabalística dos Textos Sagrados. O livro cabalístico mais antigo desta época é o Sefer Yetzirah (a formação), enquanto que o Zohar (a luz) é do século XIII, e deve sua forma definitiva a Moisés de León e é considerado o "livro santo", o "pilar sagrado" da Cabala.

No "Adão Kadmon", na "Midrash", e no "En Soph", está clara a conjução das idéias cabalísticas com as gnósticas e a interpretação esotérica do pitagorismo e do platonismo, pois o interno é, em substância, o de fazer coincidir a ciência acerca do mundo e do homem com a ciência de deus e da ação de deus.

O sentido oculto da Bíblia

Quais são os métodos para dominar o sentido oculto da Bíblia? O primeiro e mais importante deles era algo...nada novo, pois não fazia mais que "imitar" e adaptar à língua hebraica um procedimento típico dos egípcios e dos povos africanos em geral, consistente em "detectar" as palavras e nomes "arcanos", isto é, dotados de poder porque estranhavam duas essencialidades; a natureza e a função das entidades, reconhecível a primeira no sufixo do nome (por exemplo "ele", senhor) e a segunda na raiz (por exemplo São, veneno), pelo qual Samael é o anjo e senhor do mal, Yarhiel é senhor da Lua (Yarh, lua), etc. Detectados estes nomes "secretos" podia ser exercido com eles o "poder da palavra", o "nommo" dos egípcios hoje africanos. Por seu meio eram realizados os prodígios e os milagres, como o realizado, segundo a lenda, no século XVI por Elijah de Chelm, em Praga, quando "fabricou um homem de argila, o Golem, e lhe deu vida escrevendo em sua frente o nome secreto de Deus"; "golem" literalmente significa "matéria informe". Esta mesma façanha foi atribuída a outro rabino de Praga, Judah Lõw ben Bezael, porém este, aterrorizado pelo descomunal crescer de sua "criatura", a matou apagando-lhe da frente o nome arcano. Anteriormente Eleazar de Worms, do século XIII, havia configurado uma fórmula muito mais complicada para fabricar "homens artificiais", idéia que não deixou de tentar a muitos magos do Renascimento e posteriormente, até desembocar no mito literário do doutor Frankestein.

O significado dos anagramas

Enfim. O segundo método que usavam os cabalistas para suas decifrações consistia em formar anagramas ou em tirar "números", pois em hebreu, como em grego e em latim, as letras tinham valor numérico. Esta técnica de obter os valores numéricos das palavras é conhecido como "gematria" e era complementada com algumas poucas regras: as palavras cujo valor numérico coincidem, são intercambiáveis ou servem para indicar novos significados. Por exemplo, o valor numérico de Yehová (Jeová) é 10, 5, 6, 5, em total 26; no entanto, posto que o nome de Deus não é somente um, os cabalistas deduziram que o mais eficaz deles devia conter 72 letras, e que quem conseguia alcançar seu conhecimento, seria o homem mais sábio da terra. Ultima regra da gematria: podem ser fundidas entre si palavras de valor numérico equivalente para formar novas, obscuras e mais poderosas palavras. A anagramática tinha dois procedimentos. a formação de acrósticos ou "notarikon", e o "ternura" ou formação de anagramas propriamente ditos.

O mais intrigante de toda a documentação esotérica são os "esquemas" ou representações geométricas do sistema do Universo, curiosamente análogas às representações espaciais de "fórmulas de estrutura de química orgânica" ou a "esquemas de circuitos elétricos e eletrônicos".

São a prova secreta de um disfarce teológico que os esoteristas adotaram para continuar trabalhando e pesquisando na linha de pensamento científico-dialético das civilizações pré-gregas, ou são a desesperada tentativa de fazer encaixar aquele em uma teologia dogmática e ética por antonomásia?

Nunca poderemos decifrar este enigma. Não existe maneira.

Invocação Cabalística do Sábio Salomão

invocacao de salomao

Potências do Reino, colocai-vos sob meu pé esquerdo e em minha mão direita.

As Potências da Árvore Cabalística, de Malacut, transformando meu corpo na letra Aleph, a Unidade.


Glória e Eternidade, tocai meus ombros e levai-me pelos caminhos da vitória.

Glória do mundo elemental, etérico; e Eternidade do mundo astral, equilibrai e levai-me ao mundo da Vitória, ao mundo da Mente. Só se é vitorioso quando se entra dominando a mente.


Misericórdia e Justiça, sede o equilíbrio e o esplendor de minha vida.

O Íntimo e a Consciência, Misericórdia e Justiça, devem equilibrar nossas vidas. Justiça sem misericórdia é tirania; misericórdia sem justiça é conivência divina ao erro. Esse equilíbrio deve fazer nossa vida brilhar, triunfar.


Inteligência e Sabedoria, dai-me a coroa.

Esses 3 Atributos divinos formam o Triângulo Logóico Interno. Inteligência é Binah, o Espírito Santo; Sabedoria é Chokmah, o Cristo e a Coroa são Kether, o Pai Celestial.


Espíritos de Malacut, conduzi-me por entre as duas colunas sobre as quais se apóia todo o edifício do Templo.

Os espíritos de Malacut (o mundo físico) são os Ischin (os Viventes). As duas colunas do templo são as pernas até o Fundamento do Reino, que é o mundo de Yesod, nossos órgãos sexuais. Eles estão entre as duas colunas (as pernas).


Anjos de Netzach e de Hod, afirmai-me sobre a pedra cúbica de Yesod!

Átomos da Mente e das Emoções, equilibrem-se para que eu possa iniciar meus trabalhos em Yesod, o Sexo.


Ó Gedulael! Ó Geburael! Ó Tipheret!

Ó Seres da Sagrada Trindade Ética (Íntimo, Consciência e Causal).


Binael, sede meu Amor.

Seres de Binah, meu Espírito Santo, despertai o Amor por meio da Magia Sexual.


Ruach-Chokmael, sede minha luz!

Espíritos das dimensões de Chokmah, do Cristo, iluminai meu Caminho.


Sê o que tu es e o que tu serás, ó Ketheriel!

Tu, ó Kether, ó Pai, seja a minha Verdade em minha vida.


Cherubim, sede minha força em nome de Adonai!

Seres de Yesod, dai-me a Força por meio da energia sexual, para eu alcançar a Deus (Adonai).


Beni-Elohim, sede meus irmãos, em nome do Filho, o Cristo, e pelas virtudes do Sabaoth.

Filhos dos Ehohim, seres do mundo astral, que eu entre na 5ª dimensão, em nome do Cristo, sempre, que também é pelos poderes do Exército da Palavra.


Elohim, combatei por mim, em nome do Tetragrammaton.

Elohim, Senhores da Mente Cósmica, ajudai a vencer o bom combate (o trabalho interno) equilibrando-me e vencendo nas 4 Provas Elementais.


Malachim, protegei-me em nome de Iod-He-Vau-He!

Seres do mundo causal, protegei-me dos Karmas Negativos pela Lei do 4.


Seraphim, depurai meu amor, em nome de Eloah!

Seres do mundo da Consciência, que eu desperte a minha com a energia do Amor. Avivai meus fogos internos para o despertar da minha consciência.


Hasmalim, iluminai-me com os esplendores dos Elohim e da Shekinah.

Só com a Magia Sexual, o Espírito Santo pode nos iluminar e criar corretamente nossa Shekinah, os 4 Corpos Inferiores equilibrados.


Aralim, obrai! Ophanim, girai e resplandecei.

(Aralim) Divino Espírito Santo, realiza a tua Grande Obra dentro e fora de nós.

(Ophanim) Seres Crísticos, girai como o Sol e iluminai meus caminhos.


Hajoth, ha Kadosh, gritai, falai, rugi, mugi!

Pai de todo o Criado, domina meus 4 corpos inferiores para que eu faça a Tua Vontade.


Kadosh, Kadosh, Kadosh.
Shadai, Adonai, Jot-chavah...

Kadosh significa Santo (Santificado 3 vezes).

Eheie Ashr Eheie significa Eu sou o que Eu Sou!!! Por que ele é santificado (glorificado) por 3 vezes? Kadosh pronunciado 3 vezes nos dá a energia dos mundos superiores, essa energia vem da Santíssima Trindade.


Halelu-Yah, Halelu-Yah, Halelu-Yah
Amén, Amén, Amén...

Salve, Yah! (Eu Sou.)

A Invocação do Sábio Salomão pode ser ouvida através da Video Aula do Curso Esoterico de Magia Branca e Teurgia

 Gostou deste texto?
Envie para um amigo!

Leitura Complementar (Download Gratuito de Livro)

Aprofunde seus estudos fazendo Download Gratuito de livros do site Esoterikha.com

Coloque seu nome e e-mail no formulário abaixo, selecione um livro e clique em Download Gratuito. Nosso sistema enviará para seu e-mail o link direto para download do livro. Utilize um e-mail válido para receber o link. Não precisa nenhum cadastro nem pagar nenhuma taxa, o download do livro é totalmente gratuito.

Download Gratuito de Livros Esoterikha.com




Recomende este site e fa├ža um amigo feliz!

Textos relacionados:

As Causas do Fim do Mundo

1- O Fim de um mundo

2 - Da Era de Peixes a Era de Aquário

3- O Futuro da Água, do Ar e do Átomo

4 - Poluição, Pragas, Contaminação e Morte

5 - O Sol, companheiro de Sirio

6 - Hercólubus, Asteroides e Explosões Nucleares

7 - A Era do Gelo, Glaciações e a Terceira Guerra Mundial

 

A Cabala é fundamentada na crença de que o indivíduo já iniciado nos saberes ocultos, situando-se muito acima do saber comum, pode chegar a alcançar o conhecimento do Universo. Salomão dominava os saberes esotéricos, e sua fama foi mais de extraordinário mago que de sábio, no sentido humano deste termo.

O sinete de Salomão: os sinais que contêm encerram em si as forças divinas com as quais é possível o domínio da natureza e do Cosmos. Atualmente é muito utilizado como talismã.

 


 
Web www.esoterikha.com
 
tracker


©2006 - Khaueh Produções Artísticas & Esoterikha.com - Todos os direitos reservados

Fale conosco - SAC | Política de Privacidade