Login Area Restrita Esoterikha.com
conteudo

Runa Tyr - Magia das Runas

Runa Tyr - Magia das RunasPássaros que cantam, arroios que saltam, rosas que perfumam o ambiente, sinos que chamam, pára, sombra do meu bem, bela ilusão do dia, porque a noite chegou.

Noite deliciosa cravejada de estrelas, permita que eu te ofereça o oásis do velho parque de meu coração dolorido. Estamos em dezembro, porém com teu romântico cantar terá as rosas um mês de maio.

Quisera adivinhar que voz é essa que sempre nega as coisas vãs, que as rechaça, que as repudia com um NÃO que não é ódio e que promete muitos SINS.

Noite divina, eis-me aqui, por fim só comigo mesmo, escutando nas vozes de Isaías teu clamor insinuante que me nomeia.

Noite encantadora, Urânia, vida minha. Por ti estar enfermo é estar são. Todos os contos que divertem o mortal na remota infância nada são para ti. Tu cheiras melhor que fragrância de jardins encantados e és mais diáfana, meu bem, que o diáfano palácio de cristal.

Com fecundo ardor, sem acidente algum, com uma piedade simples, atravessei as ruas da cidade capital do México. Atravessei a cidade à meia-noite entre cristais inefáveis, limpos de toda névoa. Quem, gritando meu nome, à morada recorre? Quem me chama na noite com tão deliciosa entonação? É um sopro de vento que soluça na torre, é um doce pensamento. E subi à velha torre da Catedral Metropolitana cantando o meu poema com a voz do silêncio. Perdeu-se a neblina no pico das montanhas. Das terras que sofreram tremendas convulsões, produzidas pelo vômito das lavas das crateras, surgiram como por encanto para o deleite dos olhos Iztaccihuatl e Popocatepetl, os dois legendários vulcões que quais guardiões custodiam o vale do México. E além das longínquas montanhas, vi mundos e inefáveis regiões impossíveis de serem descritos com palavras.

Olha o que te aguarda, disse-me uma voz generosa que dava música ao vento. Canção que ninguém escuta e que vai soando, soando por onde quer que eu vá, e em cujas notas parece que eu sinto minha própria voz.

Ao descer da torre, alguém me seguia, era um chela ou discípulo. Grande foi a minha alegria. Sentia-me embriagado de uma deliciosa voluptuosidade espiritual. Meu corpo nada pesava, movia-me no veículo astral e meu corpo físico há algum tempo que já o abandonara. No átrio da velha catedral, ao pé dos vetustos muros que tinham sido mudas testemunhas de tantas brigas, malabarismos e desafios durante diversos séculos, vi um variegado e pitoresco conjunto de homens, de mulheres, de meninos e de anciões que por toda parte vendiam suas mercadorias. Em um ângulo da velha catedral, sentado como um iogue oriental, junto ao muro e sob a antiquada torre, vi um ancião asteca de idade indecifrável a meditar. Um adormecido poderia tê-lo confundido facilmente com mais um mercador.

O venerável tinha diante de si, na fria pedra do piso, um estranho objeto, uma sagrada relíquia asteca. Humilhado, confundido e abatido, prostrei-me reverente diante do santo e venerando indígena. Então, o ancião me abençoou.

O chela, o discípulo, que seguia meus passos, parecia um sonâmbulo. Sua consciência dormia profundamente e sonhava… de repente, algo acontece. Ele inclina-se para pegar algo e sem o menor respeito colhe a intocável relíquia, observa-a em suas mãos com infinita curiosidade e eu fico francamente horrorizado com este procedimento. Aquilo foi terrível para mim e exclamei: Mas o que é que tu estás fazendo? Estás cometendo um grande sacrilégio. Por Deus, retira-te daqui e deixa esta relíquia em seu lugar.

No entanto, o Mestre cheio de infinita compaixão replicou: Ele não tem culpa, pois está com a consciência adormecida. A seguir, com todo bom samaritano que quer levar ao coração aflito o precioso bálsamo, segurou a cabeça do adormecido neófito e soprou em seu rosto o fohat vivo para que despertasse, porém tudo resultou inútil e o discípulo continuou dormindo, sonhando. Cheio de profunda amargura disse: E eu que tanto lutei no mundo físico para que despertassem sua consciência e no entanto continuam dormindo.

O chela agora assumira uma figura gigantesca. O Eu Pluralizado, o conjunto de distintas entidades, se metera dentro de seus corpos lunares, dando-lhe aquela aparência. Era curioso ver o descomunal gigante de cor cinza caminhando lentamente como um sonâmbulo pelo átrio da antiga catedral. Ele afastava-se de nós e dirigia-se para sua casa onde seu corpo físico dormia. Não consegui conter a exclamação: Que corpos lunares mais feios! Mas, o venerável ancião, embriagado de compaixão, alertou-me: No templo onde vais entrar agora (um templo jinas, um santuário asteca), há muitos como ele, olha-os todos com simpatia. Claro que os olharei com simpatia, respondi. Falemos agora da reencarnação. Por acaso, se reencarnam as criaturas lunares? Poderia haver reencarnificação onde não há individualidade?

A doutrina de Krishna no sagrado país do Ganges ensina que somente os Deuses, Semi-Deuses, Heróis, Devas e Titãs se reencarnam. Em outras palavras, diremos que somente os Auto-Realizados, aqueles que já encarnaram o Ser, podem reencarnar.

O Ego, o Eu pluralizado, não reencarna porque ele está submetido à lei do Eterno Retorno de todas as coisas. Ele regressa a uma nova matriz, volta para este vale do Samsara, reincorpora-se.

Prática esotérica com a Runa Tyr >

Textos de: V.M Samael Aun Weor

Os textos acima são seleções de Conferências, Palestras ou textos de autoria do V.M.Samael Aun Weor.

ColaboradoresSe você escreve textos sobre esoterismo, ocultismo, pnl, ou afins, seja um colaborador do site Esoterikha.com e divulgue seu trabalho. Maiores informações no site: Colaboradores do site Esoterikha.com

Deixe seu comentário
Recomende este site e faça um amigo feliz!

Leitura Complementar (Download Gratuito de Livro)

Aprofunde seus estudos fazendo Download Gratuito de livros do site Esoterikha.com

Coloque seu nome e e-mail no formulário abaixo, selecione um livro e clique em Download Gratuito. Nosso sistema enviará para seu e-mail o link direto para download do livro. Utilize um e-mail válido para receber o link. Não precisa nenhum cadastro nem pagar nenhuma taxa, o download do livro é totalmente gratuito.

Download Gratuito de Livros Esoterikha.com




Dia da Mulher - 8/03

Videos e mensagens para o dia da mulher

Dia 8 de março é o Dia Internacional da Mulher, confira nosso especial com lindas mensagens e homenagens.

Audio aulas sobre a Lei da Atração

10 audio aulas sobre a Lei da Atração, confira!

10 audio aulas em MP3 sobre a Lei da Atração para que você mude sua vida e consiga realizar todos seus desejos:

Videos sobre O Segredo - Lei da Atração

Videos sobre a Lei da atração, o Segredo e Motivação

115 Videos sobre O Segredo, Lei da Atração, Motivação e Auto-estima, PNL, Coaching e Liderança :

Lei da Atração & O Segredo

O segredo e a Lei da Atração

Você sabe o que é o segredo? Sabe o que é a Lei da Atração? Saiba como este conhecimento pode mudar a sua vida lendo as 6 apostilas :

Os Mistérios da Vida e da Morte

Mistérios da Vida e da Morte

Tudo o que você sempre quis saber sobre: Vida, Morte, Reencarnação e Karma

Saúde e Anatomia Oculta do Ser Humano

Saúde e bem-estar aplicados a vida esotérica

Saúde e bem-estar aplicados a vida esotérica, conheça a Anatomia Oculta do Ser Humano, a Dieta da Longevidade, Fibras Alimentares e muito mais.

Grandes Mistérios

Grandes Mistérios da Humanidade

Os Grandes Mistérios da Humanidade desvendados, Triângulo das Bermudas, As Pirâmides, Origem do Cosmos, O Templo do Rei Salomão, Atlântida e muito mais.

O Espelho Mágico

Os Mistérios do Espelho Mágico

Os Mistérios do Espelho Mágico devendados. Aprenda a fazer seu próprio Espelho devidamente ritualizado para trabalhar a seu favor. Curso Esotérico de Magia Branca e Teurgia - Espelho Mágico

Busca Completa Esoterikha.com
Esoterikha.com - Mensagens, Cursos e Treinamentos

©2003-2014 - Khaueh Produções Artísticas | Esoterikha.com - Todos os direitos reservados

Fale Conosco - SAC | Política de Privacidade