O Jogo Interior do Stress - Pressão x Desafio - Coaching e Stress

Artigo baseado no livro O jogo interior do Stress de Tim Gallwey, a pressão x desafio, como utilizar as técnicas de coaching para lidar com o estresse no trabalho e do dia-a-dia, o belo exemplo de Gustavo Kuerten.

livro o jogo interior do stress de Tim Gallwey

Já tivemos oportunidade de falar um pouco sobre Tim Gallwey, um dos pais do sistema de Coaching; ele iniciou um método de treinamento conhecido como Jogo Interior (Inner Game) como treinador de tênis e logo adaptou o sistema para uso no mundo corporativo e na vida profissional em geral. Em 2009 Tim publicou um livro magnífico relatando suas experiências com dois médicos norte-americanos (os doutores Horton e Hanzelik) para utilizar técnicas do Jogo Interior (que é a essência do Coaching) no tratamento de Estresse, dando uma importante colaboração para o mundo do Health Coaching (Coaching de Saúde).

Olivro chama-se The Inner Game of Stress: Outsmart Life's Challenges, Fulfill Your Potential, Enjoy Yourself, que poderíamos traduzir como "O Jogo Interior do Stress: supere seus desafios, desenvolva seu potencial e divirta-se". Ao longo de alguns artigos vamos ter oportunidade de apresentar resumidamente as principais idéias deste livro, ainda inédito em língua portuguesa.

Tim inicia suas reflexões desmitificando a idéia de que o Estresse (Stress) é importante para aumentar nosso rendimento profissional, de que "funcionamos" melhor sob pressão. Isso para ele é um disparate, e cita diversas pesquisas científicas que demonstram exatamente o contrário: o estresse é incômodo, é desconfortável, diminui nossa criatividade e nossa performance. Nosso bom desempenho exige exatamente o contrário: equilíbrio e tranqüilidade.

"Da mesma forma que o estresse gera mais estresse, esperança e estabilidade geram sabedoria e bem-estar, independente do que haja lá fora". (Tim Gallwey em The Inner Game of Stress)

Pessoas "na pilha", estressadas, podem parecer num primeiro momento superprodutivas, mas não é difícil perceber que pagam um preço muito elevado em comprometimento de qualidade de vida por essa produtividade momentânea. Nossa admiração geralmente é muito maior diante de pessoas que conseguem manter a serenidade diante de situações complicadas; elas acalmam suas equipes e normalmente conseguem resultados melhores; ele cita como exemplos disso homens como Mandela e Barack Obama; a tranqüilidade inabalável de Obama é tema freqüente de anedotas da mídia norte-americana, a ponto de ele ser chamado (numa referência engraçada a seu nome) "No Drama".

Pressões x Desafios exemplo de Gustavo Kuerten

Tim Gallwey diz que precisamos saber distinguir entre pressões e desafios; a idéia de pressão é bem metafórica: é uma força (normalmente externa) que me empurra e obriga a produzir resultados, o que sempre produz um grande desgaste. Desafio, muito pelo contrário, é o grande impulsionador da motivação: quando me sinto desafiado a fazer algo, normalmente emprego nessa atividade o que tenho de melhor de mim, de minhas capacidades.

Ele cita a carreira do tenista brasileiro Gustavo Kuerten como um bom exemplo para diferenciar ambos:

"Podemos começar por reconhecer o nosso próprio papel na criação de estresse. Lembro-me de uma entrevista com um jogador de tênis brasileiro relativamente desconhecido chamado Gustavo Kuerten, que chegou a ganhar o Open Francês três vezes. Repórteres, espantados por ele haver derrotado jogadores de nível muito elevado, perguntaram-lhe: "Como você lida com toda essa pressão?" Sua resposta foi: "Que pressão? Não é como eu lidei com a pressão. Eu não sinto isso". Ninguém parecia compreender a sua resposta. A imprensa continuava perguntando: "Como poderia não sentir pressão sob essas circunstâncias? "Ele disse:" Eu tive um momento maravilhoso. Eu gostei muito de jogar com estas pessoas. Eu gostei de jogar bem. Eu não entendo, o que é isso sobre a pressão? " Obviamente, para os repórteres, "pressão" era uma realidade que existia em níveis mais elevados de competição. Mas, para Kuerten, isso não era uma realidade. O que era real para ele era que ele tinha a oportunidade de competir com os melhores jogadores do mundo e divertir-se jogando bem. Ele estava jogando em um estado mental que reforçou seu prazer e um alto nível de desempenho. Em tal estado há pouco espaço para o stress atuar. Talvez devesse acrescentar que Kuerten, depois de ganhar seu primeiro Open francês em 1997, não conseguiu permanecer livre do stress. Sua crescente popularidade no Brasil, e as elevadas expectativas do público fizeram com que passasse a se sentir pressionado, e seu jogo de tênis sofreu por vários anos. Ele não ganhou o Open de novo até o ano 2000."

É exatamente a pressão que desencadeia os chamados "estressores":

"Nós todos estamos de alguma forma aprisionados pelas ameaças que nos cercam, ou por nossa própria situação pessoal. Para alguns, a doença é uma prisão. Para outros a tristeza, pobreza ou os problemas familiares tornaram-se paralisantes realidades. A questão é: como podemos acessar nossa própria determinação e sabedoria e não sermos dominados pelo desamparo e desesperança? Da mesma forma que o estresse gera mais estresse, esperança e estabilidade geram sabedoria e bem-estar, independente do que haja lá fora".

A essência do Coaching voltado para o stress é então diminuir a pressão, sobretudo eliminar a nossa cultura de fazer "pressão interna" por resultados, e construir uma nova cultura de desafios. Nos próximos artigos vamos descrever as ferramentas práticas que ele utiliza nesse processo.

No artigo O que é o Estado Atual e o que é o Estado Desejado em Coaching
apresentamos o conceito de estado atual e estado desejado para que os personal coachs possam identificá-los em seus clientes coachee e assim atingir seus objetivos.

Veja também: Como surgiu o Coaching? A história do Coaching

Marcelo Leandro de Campos tem experiência de 15 anos como palestrante de Autoconhecimento e treinamentos motivacionais e comportamentais; é professor de Educação Financeira na EGDS e Master Coach. Para contato e maiores informações visite minha minha página pessoal.

Esoterikha.com - Mensagens, Cursos e Treinamentos

©2003-2017 - Khaueh Produções Artísticas | Esoterikha.com - Todos os direitos reservados

Fale Conosco - SAC | Política de Privacidade