Os Fundamentos e Princípios do Coaching Sistêmico baseado no trabalho de Bernd Isert

Conheça os fundamentos e princípios do Coaching Sistêmico baseado no trabalho desenvolvido por Bernd Isert, fundador do Metaforum Internacional e presidente da Global Coach Comunity.

fundamentos e principios do coaching sistêmico

Como parte dos artigos que estamos fazendo sobre o trabalho de Bernd Isert e do METAFORUM International, vamos falar algo sobre os princípios que norteiam o trabalho de Coaching Sistêmico; vou falar algo sobre a esfera de sincronicidade que envolve o coach e seu cliente.

No coaching sistêmico, o coach necessita assumir que seu quadro pessoal de referências, suas questões pessoais e profissionais, seu comportamento, pensamentos, metas e ambições podem estar todas intimamente ligadas às questões que serão abordadas pelo cliente. Concretamente, os meios particulares que um cliente escolhe para trabalhar, seja numa questão particular ou num projeto ambicioso, este tema terá provavelmente uma poderosa ressonância na vida do seu coach. Em duas palavras, o coach sistêmico necessita saber que ele não é neutro ou exterior em relação a qualquer de seus clientes ou em relação à natureza do trabalho do cliente. Assim, é absolutamente necessário que o coach sistêmico muito concretamente aceite o fato sistêmico de que há uma reflexo sistêmico, holográfico ou fractal entre sua própria vida, seus amores, sucessos e fracassos, metas e ambições, pensamentos e emoções, e todo o universo interior de seus clientes.

"Pressuposto da instabilidade: o mundo não é estável, ele está em formação, e como tal não possui previsibilidade."

Por conta disso, a primeira questão que um coach sistêmico deve propor a si mesmo quando estiver diante de um cliente numa sessão particular é: o que é que este cliente está propondo que eu enfrento em minha própria vida pessoal ou profissional? A sistemática adoção dessa perspectiva em coaching sistêmico parte do principio de que todos nós somos participantes ativos da realidade que observamos, ao contrário de observadores neutros ou externos.

O uso prático da estratégia do coaching sistêmico parte deste princípio. Consiste em constantemente buscar por ressonâncias entre cada questão do cliente e as que o coach possa ter em sua própria vida privada ou profissional. Dessa forma, um cliente que deseja trabalhar um conflito particular de relacionamento, por exemplo, com um parente ou um chefe, está agora sugerindo que o coach deve colocar seu foco nessa mesma questão com hierarquias em sua vida pessoal ou profissional, bem como descobrir novas perspectivas e novas opções. Assim é como numa base regular, consciente ou inconscientemente, o quadro de referência sistêmico sugere que as questões do cliente não são apresentados ao coach por acaso. Isso é um fato, clientes não escolhem seus coaches por acaso. Não há nenhuma ocorrência do acaso quando duas pessoas conversam e decidem se unir ou associar em qualquer outra dimensão da vida.

Assim, o paradigma sistêmico sugere que toda simples questão, problema, ambição, meta ou projeto trazido a um coach específico por qualquer cliente é de fato uma verdadeira oportunidade de crescimento pessoal e aprendizado oferecida ao coach em relação a alguma questão de relativa importância de sua própria vida. Nesse contexto, há obviamente um risco de projeções virem tanto do coach como do cliente, e de ocorrer entre eles tanto transferência como contra-transferência. Tudo isso é uma realidade concreta em coaching sistêmico. Para se prevenir disso é necessário empregar algumas estratégias que usam os padrões de transferência em benefício do desenvovlimento do cliente e do coach.

O coaching sistêmico sugere que cada coach desenvolva um profundo entendimento de que cada cliente vem até ele muito mais para auxiliar no próprio desenvolvimento do coach do que para resolver questões pessoais. O cliente está propondo que ele e o coach trabalhem juntos numa questão comum para promoverem juntos crescimento e desenvolvimento. Esse convite do cliente requer que o coach esteja muito consciente e presente de suas próprias questões, e esteja pronto para admitir que progredirá com ele, resolverá com ele, ou criará novas oportunidades de crescimento com o cliente. O desenvolvimento conjunto é o que atualmente torna o coaching sistêmico extremamente poderoso, e repousa na real tradição do coaching de exigir uma verdadeira e profunda parceria com o cliente.

Se você tiver dúvidas sobre Coaching Sistêmico ou Coaching em geral, escreva para nós; suas dúvidas, comentários e sugestões são sempre benvindas.

O que é Coaching Sistêmico - Teoria e PráticaO que é Coaching Sistêmico - Teoria e Prática

Conheça as teorias e pressupostos do modelo racionalista e dos paradigmas do pensamento sistêmico que deram origem ao Coaching Sistêmico.

Contexto sistêmico do Coaching Individual - O cliente como parte de um sistemaContexto sistêmico do Coaching Individual - O cliente como parte de um sistema

Como o coaching sistêmico é aplicado em uma sessão onde o cliente é visto como parte de um sistema maior que envolve vida pessoal e profissional.

Marcelo Leandro de Campos tem experiência de 15 anos como palestrante de Autoconhecimento e treinamentos motivacionais e comportamentais; é professor de Educação Financeira na EGDS e Master Coach. Para contato e maiores informações visite minha minha página pessoal.

Esoterikha.com - Mensagens, Cursos e Treinamentos

©2003-2017 - Khaueh Produções Artísticas | Esoterikha.com - Todos os direitos reservados

Fale Conosco - SAC | Política de Privacidade