Autoconhecimento para Desenvolvimento Interior com Coaching

A importância do autoconhecimento para o desenvolvimento interior e os obstáculos mais comuns para a percepção de si mesmo em uma sessão de coaching. A vida como feedback e a atitude do observador.

autoconhecimento para desenvolvimento interior com coaching

No artigo de hoje vamos refletir um pouco sobre o processo de autoconhecimento em uma sessão de coaching. Já sabemos que ele é a chave de todo processo de desenvolvimento interior: é a partir do autoconhecimento que nós identificamos as limitações que precisamos eliminar e as potencialidades que precisam ser desenvolvidas. É importante esclarecer as dificuldades que todo buscador interior vai encontrar, exatamente para que não alimente ilusões e possa se preparar adequadamente. Existem alguns obstáculos muito comuns para o trabalho de autoconhecimento:

A maioria de nós acha que já se conhece o bastante; "sei exatamente como sou", diz sinceramente a maioria das pessoas. O problema é que a maior parte desse "conhecimento" é formado por crenças limitantes ou por conceitos prontos que absorvemos de nossa sociedade ou de nosso círculo mais imediato de relações; ele inclui idéias do tipo "sou assim e fim de papo", "não consigo mudar, isso não é para mim", "nada dá certo em minha vida", e etc.

"O conhecimento de si mesmo é a mãe de todo conhecimento. Portanto estou incumbido conhecer a mim mesmo, me conhecer completamente, conhecer minhas minúcias, minhas características, minhas sutilezas, e cada átomo meu." (Kahlil Gibran)

Não lidamos bem com nossas deficiências; nossa sociedade nos ensina o tempo todo a falsear nossa realidade: precisamos o tempo todo parecer autoconfiantes, seguros, motivados, etc. Admitir fraquezas é visto como sinônimo de incapacidade. Desenvolver uma autocrítica produtiva é um grande desafio; o comum é que alguém saia do nível de "hipocrisia socialmente aceita" para o extremo do "não sirvo para nada", onde só vê defeitos e está incapaz de identificar suas virtudes.

Uma de minhas clientes em Coaching de Vida está procurando trabalhar uma tendência inata que ela possui de ser extremamente possessiva em relação às pessoas de seu círculo familiar mais imediato; ela é o tipo de pessoa que quer carregar o mundo nas costas e que se culpa extraordinariamente quando outras pessoas não fazem o que ela acha que devem fazer. Quando iniciamos este trabalho ela estava tremendamente impaciente: "já sei que tenho estes problemas, estou vendo; vamos mudar isso de uma vez", ela me dizia. Mas assim que nós começávamos a construir uma outra estratégia de relacionamento ela partia desesperada em defesa de seu modo de ser. Foi muito difícil fazer minha cliente entender que ela ainda tinha uma visão muito superficial do seu comportamento, e que a partir desse conhecimento superficial não era possível construir nada muito duradouro. Quando ela admitiu isso nós iniciamos então um processo de imersão muito proveitoso, onde ela foi lentamente identificando os traumas e situações de vida que foram forjando esse comportamento. A cada nova descoberta surgia seu lado reacionário querendo se defender, e ela quis em diversos momentos desistir do processo. Houve situações em que fizemos alguns recuos estratégicos e aguardamos até que ela se sentisse forte o suficiente para seguir com a imersão.

Hoje ela sabe que embarcou num processo de conhecimento de si e mudança que vai durar toda sua vida. Autoconhecimento é um modo de vida, não é uma panacéia que resolve todos meus problemas em alguns dias e me permite voltar para minha forma de vida anterior.

A vida: um eterno feedback

Para o buscador interior não existem fracassos: tudo que acontece em nossa vida é um precioso feedback, uma lição sobre nós mesmos. A maneira como lido com meus problemas profissionais, como me relaciono com as pessoas, às esperanças e frustrações que experimento ao longo do dia constituem lições importantes sobre quem eu sou de fato. É como se a vida fosse uma imensa escola, um enorme "ginásio psicológico" onde posso aprender sobre mim mesmo e ir me desenvolvendo a partir deste conhecimento.

Isso pode parecer um clichê, mas a verdade é que a mudança de paradigma faz toda a diferença: em minha vida comum tudo são fracassos e erros; as coisas acontecem e tudo que eu vejo é culpa e frustração: "perdi um tempo enorme tentando fazer tal coisa e não consegui nada", digo para mim mesmo. Para o buscador tudo que acontece é uma lição: seu foco está todo em compreender o que aconteceu e mudar o que for necessário para tentar de novo; ele está aprendendo o tempo todo: "passei um longo tempo tentando fazer tal coisa, e agora sei muito mais sobre isso do que quando iniciei o processo", vai dizer o buscador.

O Observador

Voltando ao exemplo de minha cliente de coaching de vida, life coaching, o que lhe permitiu iniciar de fato uma jornada interior foi uma mudança fundamental, a de exercitar a "atitude de observadora"; isso é fundamental num processo de conhecimento interior: nossa atitude em relação à vida é de "julgadores"; nossa mente está o tempo todo rotulando as coisas, classificando tudo como "certo" ou "errado". Sempre que julgamos algo partimos da falsa idéia de que já sabemos tudo; isso é o maior obstáculo para um verdadeiro aprendizado de vida, achar que já sabemos tudo. Fulano é um preguiçoso, beltrano não tem futuro, sicrano é um exemplo de vida. Julgo as pessoas o tempo todo e perco a preciosa oportunidade de conhecê-las de verdade; passamos décadas casados com alguém e não nos damos conta de que não a conhecemos!

Quando deixo de julgar e observo, tudo muda: como não sei o que é, eu observo atentamente com a intenção de aprender. Alguém me ofende e eu observo com atenção todo o processo que ocorre em meu interior: as associações mecânicas que se produzem em minha mente, a identificação e irritação que se seguem. Estou vendo minha psique funcionando!! Isso é aprendizado de verdade. Não é algo fácil: a mente quer o tempo todo voltar aos velhos hábitos de julgar. Mas quando insistimos nisso a observação torna-se tremendamente libertadora: a vida é agora um processo constante de aprendizado! O autoconhecimento e o desenvolvimento interior é um dos objetos de estudo da psicologia, estamos preparando um Curso de Coaching para Psicólogos e Terapeutas para aplicar as ferramentas de coaching aliadas com as técnicas da psicologia moderna.

Veja também: O que é Coaching | Curso Gratuito de Coaching online - EAD.

Marcelo Leandro de Campos tem experiência de 15 anos como palestrante de Autoconhecimento e treinamentos motivacionais e comportamentais; é professor de Educação Financeira na EGDS e Master Coach. Para contato e maiores informações visite minha minha página pessoal.

Esoterikha.com - Mensagens, Cursos e Treinamentos

©2003-2017 - Khaueh Produções Artísticas | Esoterikha.com - Todos os direitos reservados

Fale Conosco - SAC | Política de Privacidade