Quebrando Paradigmas através das Técnicas de Coaching

O coaching é uma ferramenta de desenvolvimento pessoal e profissional que pode ajudar a quebrar uma série de paradigmas e crenças que limitam nosso desenvolvimento, entenda como essas técnicas podem ajudá-lo.

Quebrando Paradigmas através das Técnicas de Coaching

No universo de desenvolvimento interior, onde podemos destacar a programação neurolinguística e o coaching, e sobretudo no coaching sistêmico fala-se muito sobre a importância de mudar os paradigmas interiores; o termo é muito comum mas muito gente não entende o que significa exatamente mudar paradigmas; escrevi esse artigo para tentar esclarecer um pouco a idéia.

O termo paradigma tem sido amplamente usado como a forma de percebermos e atuarmos no mundo, ou seja, nossas regras de ver o mundo; podemos definir paradigma (do grego paradeigma = modelo, padrão) como conjuntos de regras e regulamentos que estabelecem limites; como é comum em padrões de comportamento, são essas regras e regulamentos que vão nos dizer como ter sucesso na solução de situações-problema, dentro desses limites.

"Um homem ia dirigindo em alta velocidade por uma estrada, quando deparou com um carro que vinha na contramão, dirigido por uma mulher, que lhe gritou: “porco!”. Ele imediatamente gritou: “vaca!”, pois, de acordo com suas antigas regras, ele, ao ser xingado (que é como ele interpretou o grito da mulher), devia xingar também. Pois bem; xingou, acelerou seu carro e em seguida atropelou um porco que estava no meio da estrada." (Maria José Vasconcellos)

O tempo todo estamos vendo o mundo por meio de nossos paradigmas. Eles funcionam como filtros que selecionam o que percebemos e reconhecemos e que nos levam a recusar e distorcer os dados que não combinam com as expectativas por eles criadas. Sendo diferentes os paradigmas de duas pessoas em relação a um determinado tema, o que é percebido por uma será imperceptível para a outra; chama-se isso de "efeito paradigma".

O termo paradigma entrou em evidência depois que foi amplamente usado por Thomas Kuhn, em 1962, em seu livro A estrutura das revoluções científicas. Nesse livro Kuhn descreve uma experiência de percepção, realizada por Bruner e Postman, com cartas de baralho. Cartas normais de baralho são intercaladas com outras que sofreram alterações, como um seis de copas com figuras pretas. Pessoas são convidadas a identificar as cartas que lhe são apresentadas; curiosamente, as pessoas habituadas a lidar com baralhos são as que possuem maior dificuldade em identificar as alterações: seus sentidos distorcem os dados para ajustá-los a seu "paradigma de baralho"; ele vê todas as cartas como "normais".

Em outras palavras: será sempre muito difícil perceber aquilo que está além do nosso paradigma.

Além de influir sobre nossas percepções, nossos paradigmas também influenciam nossas ações: fazem-nos acreditar que o jeito como fazemos as coisas é o "certo" ou "a única forma de fazer". Assim costumam nos impedir de aceitar idéias novas, tornando-nos pouco flexíveis e resistentes a mudanças.

Um exemplo simples de paradigma em ação: os pais vão com as crianças fazer um lanche na casa das avós. Esses colocam um queijo na mesa e o menino toma a faca e vai cortá-lo em fatias, como se corta uma pizza. Imediatamente a avó tira a faca de sua mão, dizendo-lhe: "não é assim que se corta o queijo", e mostra-lhe o jeito "certo", fatiando o queijo com cortes paralelos. O menino se assusta e não entende o que fez errado, pois o paradigma de um "jeito certo de cortar queijo" ainda não existe para ele.

Em geral, as pessoas que criam novos paradigmas são pessoas externas à área que será modificada; como estão chegando agora não estão presas aos velhos paradigmas, ou seja, sua percepção e capacidade de análise não estão limitadas, pois os paradigmas nos isolam dos dados que os contrariam. É por isso que os movimentos de mudança costumam começar nas bordas, nos limites da área em questão.

Quebrando paradigmas no coaching através de perguntas estruturadas

Há em coaching uma pergunta estruturada para nos ajudar a perceber os limites de nossos paradigmas atuais:

"O que hoje me parece impossível fazer, mas que se fosse feito, mudaria radicalmente as coisas?"

Coisas impossíveis hoje pode ser o padrão de amanhã; podemos fazer com que isso aconteça; foram alguns antepassados que lidaram com mudanças de paradigmas que tornaram possível coisas como o rádio, o avião, a luz elétrica e tantas outras coisas. Também nós temos a capacidade para criar e lidar com mudanças de paradigmas.

A "paralisia de paradigma" pode nos impedir de ver as oportunidades positivas que se encontram à nossa volta; para percebê-las precisamos ser flexíveis e dispostos a perceber coisas além dos que estamos habituados.

Video sobre como quebrar paradigmas

Para finalizar, Maria José Vasconcellos, em seu livro Pensamento Sistêmico: o novo paradigma da ciência conta uma anedota curiosa:

Um homem ia dirigindo em alta velocidade por uma estrada, quando deparou com um carro que vinha na contramão, dirigido por uma mulher, que lhe gritou: "porco!". Ele imediatamente gritou: "vaca!", pois, de acordo com suas antigas regras, ele, ao ser xingado (que é como ele interpretou o grito da mulher), devia xingar também. Pois bem; xingou, acelerou seu carro e em seguida atropelou um porco que estava no meio da estrada.

Para se aprofundar no assunto leia o artigo: Definição da palavra Paradigma - O que é paradigma? Conceito e explicação. O que são paradigmas? Qual a definição da palavra paradigma? O que é preconceito? Você encontrará as respostas que necessita além de vários exemplos, confira!

Como criar um novo Paradigma de Comportamento através do CoachingComo criar um novo Paradigma de Comportamento através do Coaching

Através de exemplos práticos baseados numa matéria da revista Você S/A entenda como criar um novo paradigma de comportamento e como as ferramentas do coaching baseadas no foco na solução podem ser úteis.

O que é Pensamento Sistêmico - Exemplos e aplicações práticasO que é Pensamento Sistêmico - Exemplos e aplicações práticas

Como funciona o pensamento sistêmico, uma visão mais ampla do indivíduo e dos sistemas em que está inserido, como encontrar as soluções para os problemas da vida pessoal e profissional.

Marcelo Leandro de Campos tem experiência de 15 anos como palestrante de Autoconhecimento e treinamentos motivacionais e comportamentais; é professor de Educação Financeira na EGDS e Master Coach. Para contato e maiores informações visite minha minha página pessoal.

Esoterikha.com - Mensagens, Cursos e Treinamentos

©2003-2017 - Khaueh Produções Artísticas | Esoterikha.com - Todos os direitos reservados

Fale Conosco - SAC | Política de Privacidade