A Lei da Atração e Você - Parte 2

"Somos aquilo que fizemos repetidamente". Aristóteles, filósofo grego. Tudo o que você imaginar, ardente e consistentemente, pela lei da atração a vida se encarregará de proporcionar-lhe. Todo desejo, quando manifestado como um pensamento dominante, será sempre uma ordem ao universo.

Entretanto, o que isso tudo tem a ver com a realidade vivida por você? Mais ainda: como você pode trabalhar com a lei da atração a seu favor?

A primeira atitude é melhorar sua forma de pensar: quando se toma conhecimento e realmente se coloca em prática a lei da atração, é fundamental abandonar pensamentos como: “Eu não posso ter tudo o que desejo”, “O mundo é perverso”, “Meu destino é este e não há o que se possa fazer para mudá-lo”. É preciso passar a agir como alguém que realmente possui uma nova ferramenta para ser feliz; é preciso ter fé, acreditar em seus melhores pensamentos e ter a convicção de que conseguirá concretizar todos os seus sonhos. Ao utilizar a lei da atração, tenha pensamentos edificantes, relacionados àquilo que você realmente deseja; e dê crédito ao que você pensa.

Um exemplo de que nossas dificuldades se relacionam ao conteúdo inadequado de nossos pensamentos é o problema da falta de dinheiro. Quantos de nós gostaríamos de ter aquela linda máquina fotográfica digital de última geração e aposentar nosso antigo equipamento embolorado e com a lente riscada? Você nem sequer tem vontade de tirar fotos. Quantos foram os momentos em que alguém lhe perguntou se você recebeu, por e-mail, o conteúdo do trabalho da faculdade, ou mesmo se conseguiu ver pela internet o trailer daquele novo filme, e você respondeu: “Desculpe, mas o computador lá de casa é muito antigo e lento, e vive dando defeito”? Quantas vezes seus amigos o chamaram para se divertir em bares, cinemas e teatros e você respondeu: “Puxa, este mês estou duro. Estou vendendo o almoço para comprar o jantar!”?

O mais preocupante é que, para muitos, frases como essas são comuns durante todo o mês e eles nem percebem que, desse modo, estão construindo e sustentando essa realidade de miséria em sua vida. Diversas vezes ouvimos de nossos pais, de nossos companheiros, namorados e amigos afirmações associando dinheiro a problemas. Você também faz parte daquele grupo de pessoas que pensa que dinheiro não traz felicidade e que concebe a felicidade e o dinheiro como incompatíveis?

Na sua infância quando pedia a seus pais que lhe comprassem algo, ou mesmo quando lhes pedia dinheiro, os ouvia dizer, até mesmo de forma brusca, que dinheiro não cresce em árvores, ou então que dinheiro é para quem já nasce rico e, por isso, você não tinha direito a ele? Será que você também continua a pensar no dinheiro como algo muito difícil de se ganhar e, por isso, deve-se contentar com o pouco que tem?

Frases como essas bombardeiam nossas mentes, direta ou indiretamente, e ficam gravadas no inconsciente. Elas se tornam parte de crenças que, de alguma forma, separam-nos do dinheiro e prejudicam nossa auto-estima, dificultando a própria realização em muitas áreas de nossa vida. É isso que não nos permite atingir a prosperidade com que tanto sonhamos.

No decorrer de nossas experiências pessoais houve diversos outros fatores sociais que, de alguma forma, contribuíram para a criação de mitos que nos impedem de alcançar a prosperidade, o sucesso, a felicidade. Com base nesses pensamentos negativos moldaram-se nossas crenças e nosso modo de pensar. Como conseqüência, é normal atrair aquilo com que se tem mais contato: a falta de dinheiro. É a lei da atração atraindo aquilo a que se dá atenção.

Toda essa carência e tantas outras presentes em nosso cotidiano fazem parte de um velho e limitado padrão de pensamento que se reflete negativamente na família, no meio em que se vive, enfim, em toda a sua vida.

Esteja atento para o fato de que, se você pensar constantemente em trabalhar para receber seu salário e pagar suas dívidas, mais dívidas você terá e nunca terminará de pagá-las. Trata-se de um círculo vicioso, porque hoje seu objetivo é trabalhar para pagar as dívidas. Dessa forma, você se concentra nas dívidas e não nas incríveis possibilidades que seu trabalho certamente lhe daria se você lhes concedesse atenção.

Por isso, é hora de mudar esse padrão de pensamento e de se tornar mais otimista; é hora de aprender a se modificar, de modo a atrair boas coisas para sua vida.

Não é necessário conhecer de modo profundo a lei da atração, nem ser especialista para colocá-la em prática. Basta apenas praticá-la; afinal, ela é simples como a idéia contida naquele velho ditado: “Os semelhantes se atraem”. Se você pensar em dívidas, mais dívidas terá. Dessa forma, sua atenção estará direcionada para o lado contrário, ou seja, para a ausência daquilo que realmente poderia lhe dar satisfação em seu trabalho. Em vez disso, pense nas oportunidades de crescimento que está recebendo e você crescerá profissionalmente, passará a ter seu trabalho valorizado, seus ganhos aumentarão e, automaticamente, terá melhores condições financeiras.

É preciso dedicar o máximo de sua atenção, percepção e concentração no intuito de mentalizar somente aquilo que você realmente deseja e lhe interessa. A lei da atração funciona sempre, sem descanso.

O seu desejo é uma ordem! Portanto, cuide com carinho de sua forma de pensar.

Fonte: Livro "Seu desejo é uma Ordem"
Todos os direitos desta edição são reservados à Editora Gente
Copyright © 2007 by Edgar Andrade e Márcia Rodrigues

Esoterikha.com - Mensagens, Cursos e Treinamentos

©2003-2017 - Khaueh Produções Artísticas | Esoterikha.com - Todos os direitos reservados

Fale Conosco - SAC | Política de Privacidade