Exemplo de uma sessão de Coaching focado na Solução do Problema

Como entender o verdadeiro tamanho do problema. Um exemplo didático de atendimento de coaching para ajudar a compreender como funciona um questionário de foco na solução.

exemplo de uma sessão de coaching focado na solução do problema do cliente coachee

Hoje vou dar um pequeno exemplo prático de técnicas de Coaching aplicadas para lidar com uma demanda comum de relacionamento interpessoal: o cliente comparece a uma sessão e comenta com seu Coach que precisa lidar melhor com sua agressividade; ele adquiriu um "ódio mortal" de alguém em seu local de trabalho e por conta disso perdeu completamente o foco para executar suas atividades; a jornada de trabalho deixou de durar 8 horas e dura 80!

Na sequência um diálogo muito comum numa sessão de coaching onde você pode conferir na prática um questionário de foco na solução.

Coach: Você pode me descrever exatamente o que está acontecendo ?

Coachee: É meu chefe de setor; ele faz questão de querer me humilhar na frente de outros funcionários; cria picuinhas comigo o tempo todo; está o tempo todo mal humorado. Eu não suporto mais trabalhar com ele!

"Os problemas significativos que enfrentamos não podem ser resolvidos no mesmo nível de pensamento em que estávamos quando os criamos." (Albert Einstein)

Coach: Você pode me descrever em detalhes uma situação em que ele teria te humilhado na frente de outros funcionários?

Coachee: Sim, é claro. Aconteceu muitas vezes. Deixe-me ver: houve uma vez em que cheguei atrasado ao escritório; o trânsito, você sabe. Ele veio nervoso até minha mesa e disse gritando que o trabalho de toda equipe estava atrasado por minha causa. Fez questão de fazer um show para me humilhar!

Coach: Ele trata os outros funcionários que se atrasam de uma forma diferente? Que evidências você tem que ele quer te humilhar?

Coachee: Acredite, a coisa toda é comigo. Ele sempre fica muito nervoso quando alguém se atrasa, mas o show maior sempre é comigo.

Coach: Sim, eu entendo. Você disse que ele é muito nervoso?

Coachee: Oh, sim, uma pilha de nervos! Piorou nos últimos meses: as vendas da empresa despencaram, e ele se separou da esposa. Tudo ao mesmo tempo!

Coach: Essa informação parece relevante; e o que você gostaria que acontecesse em sua relação profissional com esse chefe?

Coachee: Bom, na verdade nós já trabalhamos muito bem juntos, no passado; eu gostaria que isso voltasse a acontecer.

Coach: E o que você precisaria fazer para que isso acontecesse?

Coachee: Eu? Nada! O problema é com ele. Ele está insuportável!

Coach: Muito bem; e o que você poderia fazer para lidar melhor com essa irritação do seu chefe? Você citou alguns motivos que parecem significativos.

Coachee: Sim, é verdade. Ele ficou muito abalado; acho que está se sentindo fragilizado. Um cara durão como ele não sabe lidar com esses problemas, aí ele se torna mais agressivo, acho que é uma defesa que ele usa.

Coach: Sabendo de tudo isso, você consegue pensar em algo que poderia fazer para lidar melhor com esse mau humor?

Coachee: Bem, eu não sei. Acho que ele espera que eu seja mais proativo, que consiga lidar melhor com os problemas de meu setor e não fique o tempo todo levando mais problemas para sua mesa. Na verdade eu também estou insatisfeito com meu desempenho. Preciso encarar isso de frente.

É um exemplo didático de um diálogo muito comum entre o Coach e seu cliente (coachee). Observe que o "problema inicial" que o cliente traz até a sessão vai sofrendo um processo de questionamento e termina por se transformar completamente.

Na forma como ele estava inicialmente tudo parecia indicar que não havia outra solução que não fosse pedir demissão e ir trabalhar em outro lugar. Mas bastou que o Coach estimulasse seu cliente a ver com maior amplitude a questão, e sobretudo suas "crenças generalizantes" ("ele quer me humilhar, eu sei disso"), para que a situação comece a ficar mais clara e o próprio cliente comece a visualizar uma estratégia realista para lidar com suas dificuldades.

Outro detalhe curioso: o cliente tem uma percepção inicial de suas dificuldades como tendo origem exclusivamente em coisas externas. Ele se sente impotente, não há o que fazer. Mas o pequeno exercício reflexivo que o Coach fez com ele mostrou que ele tem de fato uma responsabilidade nos acontecimentos, num ponto chave: a compreensão da dinâmica da crise que estão vivendo naquele setor; isso o tira da posição de vítima para se tornar parte da solução; assim ele se torna capaz de adotar estratégias para diminuir a carga de problemas do setor e aliviar a pressão sobre o chefe. Imaginem o quanto é precioso para uma empresa um funcionário com essa sensibilidade!

Para se aprofundar no assunto sugiro a leitura do artigo Ferramentas de Coaching - Perguntas com foco na solução e entenda como funciona a sequência de uma sessão de coaching através do método GROW desenvolvido por John Whitmore.

Todo personal coach deve estar pronto para lidar e aprender com os desafios propostos em cada sessão, cada coachee tem uma história de vida, um problema, uma meta e objetivos distintos, no artigo O Coaching do Guerreiro - Aprendendo com os Desafios você vai aprender como lidar com esses desafios e assim ajudar a seu cliente, ou como chamamos coachee, a atingir suas metas.

Você pode saber mais sobre técnicas de Coaching acessando nossos links ou entrando em contato conosco; suas dúvidas, sugestões e comentários são sempre bem vindos.

Marcelo Leandro de Campos tem experiência de 15 anos como palestrante de Autoconhecimento e treinamentos motivacionais e comportamentais; é professor de Educação Financeira na EGDS e Master Coach. Para contato e maiores informações visite minha minha página pessoal.

Esoterikha.com - Mensagens, Cursos e Treinamentos

©2003-2017 - Khaueh Produções Artísticas | Esoterikha.com - Todos os direitos reservados

Fale Conosco - SAC | Política de Privacidade