Coaching e Educação Financeira - Controle Financeiro Pessoal

A relação entre o Coaching e a Educação Financeira para realizar o controle financeiro pessoal, aprenda como economizar dinheiro e romper com crenças limitantes para alcançar a excelência nas finanças pessoais e familiares.

coaching e educação financeira, como fazer o controle financeiro

Nesse artigo você vai entender como aplicar as técnicas de Coaching na Educação Financeira. Conhecer alguns conceitos básicos sobre Educação Financeira. O aprendizado comportamental do controle financeiro pessoal e do planejamento de despesas; cultura de economia. Relação interpessoal e motivação para o sucesso das finanças familiares.

"O Personal Coach vai estimular seu cliente a elaborar sua própria estratégia de controle, partindo de sua realidade e se baseando em suas ‘fortalezas interiores’, os recursos materiais e comportamentais de que ele já dispõe." (Marcelo Campos, personal coach)

É muito importante esclarecer que Economia e Educação Financeira não são sinônimos. É um equívoco muito comum julgar que Educação Financeira se resume em aprender a calcular juros compostos para calcular prestações ou avaliar aplicações financeiras; e eu sempre acho um pouco engraçado quando os meios de comunicação apresentam economistas como especialistas em Educação Financeira, quando esse campo é mais vez mais interdisciplinar e os expoentes que mais têm se destacado são da área de Psicologia.

São coisas muito distintas: conhecer matemática financeira pode te ajudar muito a lidar com dinheiro, mas não vai impedir que as pessoas (inclusive os economistas) se endividem até o pescoço; para isso é necessário aprender duas competências comportamentais: disciplina financeira (cultura pessoal de economia) e planejamento de despesas.

Dinheiro não é simplesmente um elemento econômico ou uma questão de operações matemáticas: ele é o aglutinador de toda uma escala de valores culturais e psicológicos que formamos ao longo de toda nossa vida; enquanto meio de troca que pode proporcionar o acesso às nossas aspirações materiais, ele se torna o depositário de toda uma gama de ansiedades, aspirações e frustrações. As técnicas de coaching podem ser aplicadas na educação financeira da mesma maneira que é utilizado para estabelecer objetivos e ajudar clientes no desenvolvimento de sua carreira.

Em meus cursos de Educação Financeira costumo iniciar exatamente pela compreensão do valor psicológico e emocional do dinheiro em nossas vidas: a platéia é dividida em pequenos grupos e eu os convido então a fazer uma pequena imersão interior, uma viagem a três momentos distintos de nossas vidas:

1 - Resgatar alguma lembrança daquela infância remota em que não havia a noção de "dinheiro", de "comprar"; tudo se resumia em brincar e viver.

2 - Buscar lembrar o momento em que o "dinheiro" entra em nossas vidas; as situações aqui são as mais variadas: podem tanto ser as moedinhas que a mãe dava para utilizar na cantina da escola, ou os trocados ganhos em algum tipo de trabalho realizado; há ainda os que tiveram uma infância de ouro e ganhavam de tudo; note como a questão financeira impõe de cara uma enorme diferenciação entre as pessoas.

3 - A terceira viagem é até o momento em que a pessoa passa a ter a sua fonte de renda, torna-se independente financeiramente. Isso normalmente ocorre com a entrada no mercado de trabalho, normalmente em atividades mal remuneradas devido à falta de experiência.

É um exercício de autoconhecimento que dura aproximadamente uma hora; cada momento destes é compartilhado dentro dos grupos, e é muito comum que algumas pessoas se emocionem a ponto de chorar, sobretudo se isso envolve a recordação de algum momento na vida de profunda privação. Isso põe em evidência a enorme carga emocional que está por trás do uso do dinheiro; acredite: o problema financeiro não está em seu bolso, está em sua cabeça e em seu coração!

Esse exercício serve também para percebermos que nós adquirimos um modelo de comportamento financeiro ao longo da infância, normalmente herdado de nossos pais, e que nós vamos reproduzir em nossas vidas muita coisa da dinâmica financeira que eles possuíam. Ao longo desse processo nós também fomos formando um conjunto de "crenças limitantes", que são o primeiro grande obstáculo a vencer: "eu não consigo poupar, isso não é para mim"; "planejar despesas não é comigo, já tentei e é impossível", "eu não posso", "eu não tenho essa capacidade, não posso me controlar", etc.

Personal Coaching na Educação Financeira

A maioria dos consultores financeiros ensina um modelo pronto de disciplina e planejamento. É nesse ponto que o Coaching Financeiro pode ser muito proveitoso: o Coach vai estimular seu cliente a elaborar sua própria estratégia de controle, partindo de sua realidade e se baseando em suas "fortalezas interiores", os recursos materiais e comportamentais de que ele já dispõe.

Outro diferencial do Coaching é a dimensão motivacional. Não é difícil entender que mudar nossos hábitos de lidar com dinheiro exige uma força de vontade poderosa; a pessoa precisa estar muito motivada para ter sucesso.

A motivação que uma crise financeira pessoal produz não tem raízes profundas: assim que a pessoa sai do "vermelho" ela volta a "atolar o pé na jaca". Nós construímos uma motivação com foco em metas financeiras de longo prazo; objetivos específicos realizáveis com grande poder de transformar a vida da pessoa: reunir o capital para iniciar um negócio próprio, ou comprar a casa própria, ou financiar o curso superior dos filhos.

É a ancoragem nessa "meta luminosa" que vai dar forças à pessoa para resistir às pequenas tentações de consumo do dia-a-dia. Há ainda outra questão que torna recomendável o uso de Coaching: finanças pessoais envolvem um esforço articulado de toda a família. Isso exige a elaboração de uma nova estratégia de relacionamento interpessoal a nível familiar, baseada no diálogo e na motivação. Quando isso não acontece é muito comum que os problemas financeiros envenenem completamente o relacionamento familiar, podendo inclusive levar à separação.

A pessoa pode então aprender a ser o "Coach" da reestruturação financeira de sua família, motivando os demais a implantarem uma disciplina de controle de gastos para atingir uma meta importante para toda a família.

Além da educação financeira as técnicas de coaching podem ser aplicadas no desenvolvimento de carreira, para perder peso e muito mais, no artigo Por que contratar um Personal Coach, vantagens e benefícios de um coach você entenderá um pouco mais sobre o trabalho desse profissional e como ele pode ajudá-lo.

Se você quer saber mais sobre Coaching Financeiro entre em contato conosco; compartilhe conosco suas dúvidas, comentários e opiniões.

Mais artigos: O que é Coaching - Conceitos e exemplos

Marcelo Leandro de Campos tem experiência de 15 anos como palestrante de Autoconhecimento e treinamentos motivacionais e comportamentais; é professor de Educação Financeira na EGDS e Master Coach. Para contato e maiores informações visite minha minha página pessoal.

Esoterikha.com - Mensagens, Cursos e Treinamentos

©2003-2017 - Khaueh Produções Artísticas | Esoterikha.com - Todos os direitos reservados

Fale Conosco - SAC | Política de Privacidade