Ter ou não ter eis a questão

Autor: Dr. Jô Furlan | Artigos motivação

Vivemos numa sociedade de consumo, que a cada dia que passe consegue identificar mais claramente valores antes nunca imaginados. O custo ambiental de um produto passou a ser diferencial de consumo, afinal engloba o ambientalmente correto. O custo social está sendo amplamente discutido principalmente pela associação de algumas marcas famosas com trabalho escravo e infantil na Ásia, repensamos o consumo desses produtos para sermos politicamente corretos.

Num momento em que repensamos nossos orçamentos pessoais e familiares, discuti-se como nunca o que realmente é necessário e fundamental em nossas vidas. Recentemente em um seminário fui abordado por um participante que me perguntou se deveria ou não comprar um certo produto, pois afinal ele o deseja a muito, estava um pouco fora do orçamento, mas esse era um de seus sonhos de consumo. Perguntei-lhe por que ouvir a minha opinião sobre isso e ele de pronto me respondeu que eu havia deixado muito claro a importância de ter sonhos, objetivos e metas, então aceitei opinar sobre o assunto.

Era um sonho de consumo como ele mesmo dizia.

Primeira pergunta:

- Comprar isso é justo com seus objetivos atuais?

Sim.

- Ajudará você a ganhar ou gastar dinheiro?

De fato vai ocupar mais meu tempo e terei que gastar um pouco mais de dinheiro com ele.

- Essa sua compra é coerente com seus objetivos de médio e longo prazo?

Não, pois acredito que perderei um pouco do foco e da dedicação de meus outros objetivos.

Então você já respondeu a pergunta.

Então sorriu para mim e disse que iria se sacrificar em prol de um sonho maior. Disse-lhe que acreditava ser melhor escolher se dedicar e fazer, pois o termo sacrifício tende a ser doloroso e sofrido. Escolha contribuir e construir. Uma das melhores definições que ouvi em minha vida sobre as coisas que compramos sem necessidade, falava da tradução comportamental de “status”:

“Comprar o que você não precisa, com um dinheiro que você não tem, pra impressionar quem você não gosta.”

Esse conceito chega a ser estranho, mas relembre comigo aquela situação em que você se viu com algo diferenciado, tendo mais “status’. Pode ter sido pelo carro novo, a roupa nova, uma promoção ou aquisição diferenciada. Pensamos automaticamente nas pessoas que em nossa vida questionaram nossas capacidades e talentos. Disseram que não seríamos capazes e assim por diante. Desejamos do fundo do coração que essa pessoa saiba que estamos conseguindo, ao invés de pura e simplesmente celebrar a realização com aquelas pessoas que amamos e acreditam em nós.

Dica pra você:

Quando for avaliar o que manter em sua vida, tenha evidente quais são suas prioridades, qual é o seu foco, mas lembre-se de procurar sempre estratégias para presentear-se pela suas etapas realizadas, premiações pelo seu bom trabalho em qualquer seguimento de sua vida. Cuidado com as armadilhas.... Por exemplo: Celebrar o emagrecimento desejado naquela churrascaria maravilhosa.

Esoterikha.com - Mensagens, Cursos e Treinamentos

©2003-2017 - Khaueh Produções Artísticas | Esoterikha.com - Todos os direitos reservados

Fale Conosco - SAC | Política de Privacidade